domingo, 23 de maio de 2010

Ser Flamenguista...

DOMINGO.. O "Rubro-Negrismo" ultrapassa qualquer limite..

...............................................


O time mais inexplicável do planeta Terra, sem dúvida. Não ganhava o principal titulo nacional desde 1992. Lá se vão mais de 17 anos e a torcida diminuiu? Não, aumentou. Segundo pesquisa, a maior entre as crianças do país.

Quando ninguém dá nada por ele... Chega e surpreende a todos. Quando todos esperam muito, ele perde e decepciona sua nação. Favorito em tudo que disputa, simplesmente pelo citado acima. Ninguém é capaz de saber o que esperar do Flamengo, nunca. E quando eventualmente não tem um time capaz de ser campeão, a cobrança é como se tivesse. Ou seja, não existem jogadores no Flamengo. Existe o Flamengo e ponto final.

Única torcida do planeta que paga ingresso por 2 espetáculos. Um no campo, como todas elas, e outro que ela mesma proporciona. O flamenguista vai ao Maracanã pra curtir o time, o jogo, o clima e a
própria torcida. É único.

Talvez uma das raras torcidas do mundo que tenha dezenas de ídolos, mas que não há discussão sobre o maior. Existe o Zico e o resto. E o “resto” inclui, talvez, os dois melhores laterais que o mundo já viu em cores. Leandro e Junior.

A Nação rubro-negra não tem esse nome a toa. São 35 milhões de torcedores, e vejamos: A cidade mais populosa do mundo é Tóquio. E tem 34 milhões de pessoas. A maior do Brasil é São Paulo, com 19. O Flamengo, sozinho, tem 35. Se cobrasse impostos seria “trilhardário”. Não cobra, e vive devendo. Deve milhões, e isso não faz a menor diferença. Ao contrário do amor que tanto exaltamos, este não vai embora quando o amado fica pobre. É amor de verdade, o mais puro que existe.

Incondicional, este sim. Aquele que não analisa, que não raciocina, que não condiciona a nada. A nação poderia dizer, sem culpa: “Eu te amo, e pronto”. Não interessa porque, como, quando e nem sob quais condições. É maior, é inexplicável.

Ser Flamengo é algo que não tem comparação. Eu não nasci assim, e nem ouso dizer se felizmente ou infelizmente. Flamenguista é aquele sujeito que ama futebol acima do que ele o proporciona. Aquele que não troca amor por resultados, e que não condiciona
sua preferência por um ou outro jogador. Por aí existe o Santos de Pelé, o São Paulo de Rogério Ceni, o Palmeiras de Ademir. Aqui existe o Zico do Flamengo. A ordem é sempre inversa. Os valores são sempre diferentes.

Ser flamenguista não torna ninguém melhor do que os outros, nem pior. Diferente, sem dúvida. Ser maioria é algo que fortalece. É infinito, porque a nação não tem fim, e nem deixará de ser a maior torcida do país nos próximos 200 anos.

Odiar o Flamengo é absolutamente justificável. Qualquer um fica irritado em ganhar títulos e mais títulos e ver que a capa do jornal não muda de foto. É sempre a do Flamengo. Qualquer um se incomoda em saber que títulos e dividas menores não conseguem sobrepor a importância de um clube que tem sua grandeza baseada
em nada atual e concreto. É grande. Por quê? Porque é. Pode existir algo maior do que o que não se explica? Entrar num Maracanã lotado e olhar pra aquela torcida é algo que apenas. eles sabem o que é, o que significa e o quanto importa. “Torcida não ganha jogo”, dizem. “Só se for a sua”, responderão eles.


Autor Desconhecido


3 comentários:

  1. Gih Ribeiro26/05/2010 11:55

    É... mas estamos fora da Libertadores. Vou virar Inter de Milão que assim eu sofro menos. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    (L) MENGÃO DO MEU CORAÇÃO

    ResponderExcluir
  2. Te falei que esse nem ia ler. E não li. Só estou passando pra comentar isso à você. MOTIVOS ÓBVIOS! hehehe Abração!

    ResponderExcluir
  3. Olha nao tem discussao. Famengo!!!! E Flamengo ate morrer. Sem comentarios. Mae...te amo.

    ResponderExcluir